segunda-feira, 9 de março de 2009

Luiz Melodia - Pérola Negra (1973)


Filho do sambista Oswaldo Melodia, Luiz é um carioca do subúrbio, do morro de São Carlos. Com sua originalidade e muita ginga, tornou-se uma das principais figuras da cena da MPB pós tropicalismo, junto com artistas tais como Jards, por exemplo. Havia uma expressão de resistência na produção artística da época (pós implantação do AI5), e também uma apropriação de gêneros musicais antes tidos como "inimigos" da nossa música. Daí surgiam originalíssimas composições que mesclavam muito bem a música brasileira e outros elementos, e Luiz Melodia certamente foi um dos artistas que mais souberam fazer isso sem descaracterizar suas raízes culturais. Pérola Negra traz tudo isso de forma singular, e expressa aquilo que era a música negra do subúrbio, deliciosamente bonita e cheia de gruve. Esse trabalho é tão belo que seria inadequado eu tentar destacar aquelas que mais gosto, algumas em especial me trazem uma sensação maravilhosa, mas prefiro não enfiar meu dedo cru e estragar o bolo.

1 Estácio, eu e você (Luiz Melodia)
2 Vale quanto pesa (Luiz Melodia)
3 Estácio, holly Estácio (Luiz Melodia)
4 Pra aquietar (Luiz Melodia)
5 Abundantemente morte (Luiz Melodia)
6 Pérola negra (Luiz Melodia)
7 Magrelinha (Luiz Melodia)
8 Farrapo humano (Luiz Melodia)
9 Objeto H (Luiz Melodia)
10 Forró de janeiro (Luiz Melodia)

Um comentário: